Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

Você é a favor que haja o carnaval no inicio de 2022?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 24.11.2021 15:30h
Governo Federal

Guedes: Reforma administrativa trará meritocracia ao funcionalismo público

 

O ministro da Economia, Paulo Guedes (foto ilustração), defendeu a reforma administrativa ao participar nesta quarta-feira (24/11) do Primeiro Seminário da Corregedoria da pasta, "Direito Administrativo Disciplinar Perspectivas Contemporâneas", destinado a capacitar servidores que atuam com a matéria correcional. Ele aproveitou para pedir apoio à reforma ao público que assistia ao evento — em sua maioria servidores públicos.

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC 32) foi aprovada, em setembro, na Comissão Especial da Câmara dos Deputados, mas ainda precisa passar pelo plenário da Câmara e do Senado. A intenção do governo é aprová-la ainda este ano. Nas palavras de Guedes, a reforma administrativa é uma tentativa de trazer “modernização, digitalização, maior produtividade e trabalhar com meritocracia” dentro do segmento.

“Agora não é só fazer um concurso público e ganhar estabilidade. Você vai fazer um concurso público e será avaliado em sua integridade, na prestação de serviço, na assiduidade, na capacidade de trabalhar em equipe, para então merecer a estabilidade de emprego que os quadros atuais já têm e que continuarão tendo. Eles têm senioridade, experiência suficiente para avaliar os quadros mais jovens. Então, nossa reforma administrativa era basicamente isso”, disse no evento.

o ministro da Economia afirmou, ainda, que as mudanças não atingem os direitos do funcionalismo público, e criam um “filtro” para “valorizar” a categoria.

Guedes tem pedido apoio em todos os setores. Recentemente, associou o assunto como contrapartida ao seu apoio no projeto de prorrogação da desoneração da folha, que afeta 17 setores econômicos. (Tainá Andrade/CB)

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 


 
 
 
 
Facebook
 
 
 
 
 
 
 
 
BAN CAF CULTURA
 
Livro do jornalista Jnio Rego
 
Pazzi Povo FM
 
Jair Onofre - Alvorada Sertaneja
 
Genesio Serafim - Loja de vete
 
Lindiomar - Cerveja
 
Tinga - material eletrico
 
Meio - Sindicato dos Comerciarios
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2021

2020

2019

 
 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia