Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

Você é a favor que haja o carnaval no inicio de 2022?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 25.11.2021 08:23h
Internacional

General Al Raisi, acusado de torturas, é eleito presidente da Interpol

 
 Foto: Ozan Kose/AFP

O general Ahmed Nasser Al Raisi, inspetor-geral do Ministério do Interior dos Emirados Árabes Unidos e alvo de denúncias de torturas na França e Turquia, foi eleito nesta quinta-feira (25) em Istambul presidente da Interpol (Organização Internacional de Polícia Criminal).

O estatuto da Interpol concede ao presidente um papel sobretudo honorário, e o verdadeiro comandante da organização é o secretário-geral — Jürgen Stock foi reeleito em 2019 pra o cargo, para um segundo mandato de cinco anos.

O presidente da Interpol tem mandato de quatro anos e ocupa a função em período parcial e de forma não remunerada, a partir de seu país de origem.


Apesar de o cargo de presidente ser protocolar, vários analistas manifestaram preocupação com a chegada de Al Raisi à presidência da organização. Organizações de defesa dos direitos humanos e legisladores europeus consideram que sua eleição afetará a Interpol.

"Estamos convencidos de que a eleição do general Al Raisi afetaria a missão e a reputação da Interpol", escreveram a presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, e três deputados europeus — inclusive Marie Arena, presidente da subcomissão de Direitos Humanos do Parlamento Europeu.

Várias acusações de tortura foram apresentadas contra Al Raisi nos últimos meses na França, onde fica a sede da Interpol, e na Turquia, país que recebe a assembleia geral da organização deste ano. (G1 -  Foto: Ozan Kose/AFP)

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 


 
 
 
 
Facebook
 
 
 
 
 
 
 
 
BAN CAF CULTURA
 
Livro do jornalista Jnio Rego
 
Pazzi Povo FM
 
Jair Onofre - Alvorada Sertaneja
 
Genesio Serafim - Loja de vete
 
Lindiomar - Cerveja
 
Tinga - material eletrico
 
Meio - Sindicato dos Comerciarios
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2021

2020

2019

 
 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia