Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

Deve ser proibido o uso de celular nas escolas?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 31.12.2021 06:50h
Governo Federal

O Ministério da Saúde enviou mais de R$ 12 milhões para a Bahia

 

O Ministério da Saúde enviou mais de R$ 12 milhões para a Bahia, cuja região sul tem sofrido com as consequências da chuva. Ao menos 24 pessoas perderam a vida por causa da situação na região. (Foto ilustração)

Segundo Queiroga, os cerca de R$ 12 milhões têm como objetivo dar suporte à vigilância em saúde. O ministro ainda prometeu mais recursos para o estado para serem usados em “recursos de média e alta complexidade”, disse Queiroga em entrevista à TV Sudoeste.

Além de ajuda financeira, o Ministério da Saúde deve enviar mais médicos para o sul do estado entre segunda (3) e terça (4). O objetivo é que os profissionais reforcem o sistema de saúde nos municípios afetados.

Mais cedo, após o governo federal recusar ajuda humanitária oferecida pela Argentina no auxílio às vítimas das chuvas na Bahia, o governador Rui Costa (PT) fez hoje um apelo por mais apoio na região.

“Os 15 milhões de brasileiros que moram na Bahia estão esperando apoio tanto humanitário quanto aos municípios. É preciso um olhar diferenciado porque aqui moram 15 milhões de brasileiros”, afirmou o governador, em entrevista à TV Bahia, ao responder a pergunta sobre o envio de verbas federais e a recusa da ajuda argentina pelo Ministério das Relações Exteriores.

Costa disse que, “mesmo sem ajuda federal, a Bahia reconstruirá todas as casas destruídas em parceria com os municípios”, mas pondera que isso demandará tempo. A ideia é fazer mutirões em parceria com os municípios. “Não é possível reconstruir tudo só de uma vez. A prioridade é recolocar as pessoas nas suas casas e paulatinamente em 2022 reconstruir. A prioridade é dar um lar. Ninguém quer morar no abrigo e viver em escolas. As pessoas querem suas casas e precisamos ter rapidez”, afirmou. (Por FolhaPress)

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 
 
 
Pazzi Povo FM
 
Jair Onofre - Alvorada Sertaneja
 
Tinga - material eletrico
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2024

2023

2022

 
 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia