Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

Você acredita que haverá segundo turno para presidente no Brasil em 2022?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 21.05.2022 06:10h
Universidades estaduais

Professores aprovam paralisação e agenda de lutas para forçar o governo a retomar o diálogo

 

Em assembleia, os professores da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) aprovaram a paralisação das atividades acadêmicas e outras mobilizações. A categoria acredita que a intensificação da luta pode forçar o governo estadual a mudar de postura e a estabelecer o diálogo, como revela a história do movimento docente. A categoria também irá suspender os trabalhos nas universidades estaduais de Santa Cruz (Uesc), do Sudoeste da Bahia (Uesb) e do Estado da Bahia (Uneb). Como o protesto será realizado de forma conjunta pelos educadores das quatro instituições, o Fórum das ADs, entidade que reúne as diretorias das quatro associações docentes, irá definir uma data entre 30 de maio e 3 de junho para a interrupção do serviço. Nesta data haverá um ato público em Salvador. O dia proposto pela assembleia da Uefs, realizada quinta-feira (19), é 31 deste mês. (Foto ilustração: UEFS)

Em conformidade com a proposta de intensificação da luta, a diretoria da Adufs encaminhou ao Fórum das ADs uma agenda de atividades, incluindo outras paralisações e até a previsão do indicativo de greve. Os docentes reivindicam a garantia dos direitos trabalhistas, constantemente retirados pelo governo estadual; ampliação do orçamento destinado às universidades estaduais baianas de 5% da Receita Líquida de Impostos (RLI) para 7% da RLI; respeito à autonomia universitária e reajuste salarial.

Desde 2015, o governo Rui Costa não paga a reposição inflacionária aos servidores, impondo à categoria uma perda salarial de 47,1%. O cálculo considera o reajuste concedido pelo governo e a inflação acumulada entre janeiro de 2015 e maio deste ano, que soma 57,5%. (Ascom)

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 


 
 
 
 
Facebook
 
 
 
 
 
Pazzi Povo FM
 
Jair Onofre - Alvorada Sertaneja
 
Tinga - material eletrico
 
Magno Felzemburg - Consumidor
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2022

2021

2020

 
 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia