Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

Deve ser proibido o uso de celular nas escolas?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 31.08.2022 08:25h
Feira de Santana

Com retorno presencial, 15ª edição da Flifs movimenta Feira e região

 
Foto Reprodução

Neste ano, a Universidade Estadual de Feira de Santana festeja com a comunidade de Feira de Santana e região a abertura das atividades da Feira do Livro / Festival Literário e Cultural de Feira de Santana (Flifs) – agora, reunindo presencialmente na Praça Padre Ovídio, no centro da cidade, vários artistas, estudantes, professores e demais profissionais da Educação Básica e Superior, pesquisadores, representantes da sociedade civil e de governo e público geral. Em cerimônia de abertura do evento, que ocorreu nesta terça-feira, o reitor da Uefs comentou sobre o retorno presencial dos encontros promovidos pela Flifs, que nas duas últimas edições aconteciam remotamente em decorrência da pandemia de Covid-19.

 

Evandro do Nascimento lembrou dos esforços da Uefs e de demais instituições para que as atividades da Flifs continuassem ocorrendo ainda na pandemia, apontando a riqueza de todo o acervo digital disponível ao público pela transmissão e gravação via web. “Mas ver a praça novamente cheia, os alunos das nossas escolas, os cordelistas, os escritores lançando seus livros, os artistas oferecendo aos participantes a arte e a cultura, com as livrarias, nos enche os olhos, nos enche de alegria”, destacou. Em críticas aos ataques do governo federal à Educação e à Cultura, o reitor falou sobre a importância de reafirmarmos o legado de eventos como a Flifs: “para que engrandeça a cultura, a produção literária, o conhecimento emancipador e que liberta e amplia a compreensão das pessoas para questões do passado, do presente e do futuro”.

 

“A Flifs representa um mundo de possibilidades, no sentido mesmo da utopia de Paulo Freire, do legado da esperança, da capacidade de sonhar por um mundo melhor, por um mundo possível”, expôs a vice-reitora da Uefs, Amali Mussi. Para o arcebispo emérito de Feira, Dom Itamar Vian, iniciativas como a Flifs “são como uma semente: ela caiu em terra boa, germinou, cresceu rapidamente”. Nessa linha, o executivo de programas e projetos da Secretaria Estadual da Educação, Marcius Gomes, apresentou o crescimento da promoção de feiras literárias e culturais na Bahia: de 17, no ano de 2019, para mais de 60 feiras, atualmente. “É porque Boas sementes geram excelentes frutos”, disse a secretária municipal de educação, Anaci Paim, que completou: “a Flifs já integra o calendário cultural, artístico e literário de Feira de Santana”.

 

O representante do Núcleo Territorial de Educação (NTE) 19, Ítalo Paim, discorreu sobre a potência pedagógica de eventos literários e culturais para a Educação Básica, que, para ele, estimula o protagonismo de estudantes e professores e a emancipação de sujeitos no mundo. O gerente do Serviço Social do Comércio (Sesc) em Feira, Fabrício Freitas, falou sobre a parceria da entidade e endossou a disposição para continuar somando esforços na realização da Flifs. De acordo com a diretora de ensino do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA) em Feira de Santana, Aline Martins, feiras literárias podem “despertar o prazer pela leitura por diversos estímulos”; sinalizando que essa é a primeira participação da instituição na Flifs, e vê na Flifs uma oportunidade para “fortalecermos laços” com o município.

Por fim, a Pró-reitora de Extensão (Proex), Rita Brêda, fez uma retrospectiva das edições da Flifs realizadas nos últimos anos. Destacou a imensa contribuição desta pró-reitoria e dos vários setores da Uefs e das diversas instituições que muito vêm historicamente contribuindo, inclusive na edição deste ano, para que a Flifs e a Uefs continuem sendo referências de educação, arte e cultura em Feira de Santana e região. “Ao longo desses anos, o projeto foi sendo desenhado, melhorado, adaptado e superado a cada edição”, relatou. E emocionou a todos ao fazer menção à professora homenageada Ana Angélica Vergne (in memorian) que, assim como muitas(os) outras(os) servidores, fizeram história com a Flifs e com a Uefs por uma educação pública, de qualidade e referenciada socialmente pela comunidade.

A Flifs segue até o dia 4 de setembro, e continua essa história – mas, agora, de volta à praça. Venha nos visitar! (Ascom Uefs - Foto Edvan Barbosa) 

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 
 
 
Pazzi Povo FM
 
Jair Onofre - Alvorada Sertaneja
 
Tinga - material eletrico
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2024

2023

2022

 
 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia