Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

Deve ser proibido o uso de celular nas escolas?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 31.07.2023 06:00h
Congresso Nacional

Congresso terá mais de 14 MPS para analisar na volta do recesso

 

Com o retorno das atividades parlamentares em agosto, o Congresso Nacional terá 14 medidas provisórias (MPs) a serem analisadas e deliberadas pelas comissões mistas. As mais relevantes são a que propõe a alteração na tabela do imposto de renda e a que aborda o reajuste do salário mínimo. (Foto ilustração)

O Governo Federal encaminhou 17 medidas provisórias, porém 3 delas perdem validade ainda em julho e não serão apreciadas pelo Congresso. São elas a MP 1.167/2023, que prorroga até o fim do ano o prazo de adaptação à Nova Lei de Licitações, a Medida Provisória 1.166/2023 que retoma o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), porém, devido ao prazo apertado os parlamentares aprovaram um projeto de lei 2.920/2023 com conteúdo semelhante.

A terceira MP que vencerá é a MP 1.168/2023, porém sua apreciação não é necessária, uma vez que teve o efeito imediato de liberação do crédito de R$ 640 milhões para cinco ministérios. O valor já foi entregue e um dos direcionamentos foi para medidas emergenciais necessárias à proteção das comunidades indígenas.

Medidas a serem analisadas em agosto

Uma das medidas provisórias que precisará ser votada com agilidade, pois o prazo se encerra 27 de agosto é a MP 1.171/2023, a qual realiza a alteração na tabela do Imposto de Renda das Pessoas Físicas (IRPF) que não tem correção desde 2015. O texto isenta quem recebe até R$ 2.112 por mês e apara compensar a perda de arrecadação o governo inclui a cobrança do Imposto de Renda à aplicações financeiras feitas no exterior por brasileiros residentes no país.

Outra MP a ser analisada até 28 de agosto é a Medida Provisória 1.172/2023, promulgada no dia 1 de maio, Dia do Trabalho, a qual aumentou o salário mínimo para R$ 1.320, o que representa um aumento de 2,8% em relação ao valor anterior. A MP também suspendeu a tramitação da MP 1.143/2022 editada no governo do ex-presidente Jair Bolsonaro, a qual fixava o valor do salário mínimo em R$ 1.302.

A MP 1.170/2023, tem o prazo de validade até 25 de agosto, e concede o reajuste salarial a servidores públicos, que fixa o reajuste em 9% para servidores federais civis, incluindo aposentados e pensionistas, a partir de 1º de maio de 2023, o auxílio-alimentação também aumentou em 43%, passando de R$ 458 para R$ 658 mensais. O pagamento com o reajuste já está sendo feito desde junho.

A comissão mista a MP 1.173/2023 também terá que analisar até 28 de agosto, a MP que prorrogou para maio de 2024 o prazo do Executivo para regulamentação dos programas de alimentação do trabalhador.

Duas outras medidas a serem analisadas são as que determinam o mecanismo de desconto, a fim de facilitar a compra de veículos mais sustentáveis por pessoas físicas e jurídicas. São elas a MP 1.175/2023, a qual criou o desconto e a MP 1.178/2023, que ampliou os recursos de desconto patrocinado na compra de automóvel ou veículo comercial leve. A mudança ocorreu devido ao aumento da procura por veículos novos, levando as montadoras a pedir mais subsídios ao governo. As duas medidas têm prazo para votação até outubro.

Já em fase de análise pelas comissões a MP com prazo um pouco mais longo, com vencimento em outubro, é a MP 1176/2023 que instalou o Programa Emergencial de Renegociação de Dívidas de Pessoas Físicas Inadimplentes, o chamado “Desenrola Brasil”.

Vencendo em setembro tem a MP 1.174/2023 que cria o Pacto Nacional pela Retomada de Obras e de Serviços de Engenharia Destinados à Educação Básica, a qual prevê a liberação de aproximadamente R$ 4 bilhões até 2026 para o fim 3,5 mil obras escolares inacabadas.

Ainda tem a MP 1179/2023, cuja validade é para outubro, e amplia o prazo até abril de 2024 para cidades com mais de 250 mil habitantes e abril de 2025 para cidades com até 250 mil habitantes para criarem os planos planos de mobilidade urbana (PMUs).

Por fim, o Congresso deverá analisar a MP mais recente, editada em 18 de julho, a qual criou o programa para reduzir o tamanho das filas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), pagando bônus aos servidores que promoverem essa agilidade. A MP também reorganiza cargos de órgãos federais e concede reajuste a policiais e bombeiros do Distrito Federal, Amapá, Rondônia e Roraima. (Luana Viana/CeF) 

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 
 
 
Pazzi Povo FM
 
Jair Onofre - Alvorada Sertaneja
 
Tinga - material eletrico
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2024

2023

2022

 
 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia