Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

Deve ser proibido o uso de celular nas escolas?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 31.07.2023 06:20h
Governo Federal

Secom adverte servidor do "gabinete do ódio" pró PL das Fake News

 

A Secretaria de Comunicação Social da Presidência (Secom) informou à Câmara dos Deputados ter advertido um servidor da pasta por envolvimento no que a oposição denunciou como “gabinete do ódio” pró PL das Fake News. (Foto ilustração)

Revelada pela coluna em 7 de maio de 2023, a denúncia da oposição dizia que funcionários da Secom estariam por trás de uma série de arquivos com ataques a empresas e parlamentares contrários ao projeto.

No acervo, como noticiou a coluna, havia imagens nas quais o logo do Twitter aparecia ensanguentado com os dizeres: “Quantos caracteres valem a vida de uma criança”. Havia também associação da rede Tik Tok com suicídios.

O material trazia ainda peças com o rosto do deputado bolsonarista Nikolas Ferreira (PL-MG) e um texto dizendo que ele é contra o projeto que pode “impedir criminosos de usarem redes para planejar ataques”.

Questionamento

Após a reportagem da coluna, o deputado bolsonarista Maurício Marcon (Podemos-RS) enviou um requerimento à Secom com seis perguntas acerca da atuação dos servidores do ministério.

A resposta foi enviada pela pasta em 13 de julho. Nela, a Secom diz estar ciente das denúncias de que alguns de seus servidores mantinham arquivos com ataques às big techs e a parlamentares contrários ao PL das Fake News.

No documento, a pasta informou que “advertiu verbalmente” o coordenador de projetos da Secom, Fabricio Vargas, cujo e-mail estava associado à criação dos arquivos, mas disse que não abriu nenhuma sindicância sobre o caso. (Metropoles)

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 
 
 
Pazzi Povo FM
 
Jair Onofre - Alvorada Sertaneja
 
Tinga - material eletrico
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2024

2023

2022

 
 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia