Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

Deve ser proibido o uso de celular nas escolas?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 29.09.2023 11:30h
Meio Ambiente

Floresta amazônica está muito próxima do ponto de não retorno, alerta pesquisa

 

A preservação da floresta amazônica é considerada fundamental para a manutenção da nossa vida na Terra. Mas os efeitos do aquecimento global já ameaçam as árvores da região ao dificultar o processo de fotossíntese. É o que aponta um estudo internacional realizado com a participação de pesquisadores da USP. (Foto ilustração)

Temperaturas estão aumentando

As medições realizadas pelos cientistas revelaram uma temperatura média de 34ºC, acima do ideal para a produção de energia pelas árvores a partir da luz solar.

Nas copas das árvores, os termômetros chegaram a marca de 40ºC, segundo informações do Jornal da USP.

Os pesquisadores alertam que isso está muito próximo da temperatura crítica, entre 44ºC a 50ºC, chamada de ponto de não retorno, que pode causar danos irreversíveis e a morte das folhas, prejudicando a produção de energia e a fixação do carbono da atmosfera.

As conclusões foram publicadas na revista Nature.

Impacto para a floresta e para a vida

A fotossíntese das árvores de florestas tropicais atinge a máxima produção entre 24ºC e 28ºC, o que se chama de temperatura ótima. Acima disso, o estômato, estrutura da folha que faz as trocas gasosas com o ambiente, começa a fechar, o que reduz a transpiração, o arrefecimento e concorre para aumentar ainda mais sua temperatura.

Quando a temperatura do ar se eleva muito, além do fechamento do estômato, ocorre que a atividade de enzimas fotossintéticas e o transporte de elétrons no interior da folha são inibidos, o que se dá no nível chamado de Temperatura Crítica.

Humberto Ribeiro da Rocha, professor da USP e um dos pesquisadores que realizou o estudo

O professor destaca que esses dois processos são necessários para realizar a captura da luz solar e a transformação em energia química que acontecem na fotossíntese. Segundo ele, a pesquisa buscou entender padrões de resposta da floresta tropical ao aumento da temperatura do ar, decorrente das mudanças climáticas.

As temperaturas máximas atingiram 34ºC, mas descobriu-se que uma porcentagem significativa das folhas da copa atinge limiares muito mais quentes, acima de 40ºC, aproximando-se da temperatura crítica.

Apesar dos alertas, nem mesmo os pesquisadores sabem ao certo quais os impactos ao planeta em caso de chegada ao ponto de não retorno. Mas com certeza eles não seriam positivos para a humanidade. (Por Alessandro Di Lorenzo)

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 
 
 
Pazzi Povo FM
 
Jair Onofre - Alvorada Sertaneja
 
Tinga - material eletrico
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2024

2023

2022

 
 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia