Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

Deve ser proibido o uso de celular nas escolas?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 31.10.2023 11:00h
Setor das Cervejarias

Ambev vê volume cair no 3º tri, mas melhora margens

 

Ambev e Heineken entraram numa corrida pela preferência dos consumidor de cerveja premium. No terceiro trimestre, as marcas Corona e Spaten, junto com Stella Artois e Original, ajudaram a sustentar uma queda de volume de cerveja Brasil da Ambev menor do que os 2% a 4% previstos pelo mercado. E melhorar - e muito - as margens da operação. (Foto ilustração)

No terceiro trimestre, os volumes de cerveja Brasil da Ambev caíram 1,1%, puxados principalmente por pelas marcas mais econômicas. As marcas principais, ou core, como Brahma, Skol e Antarctica ficaram em linha com o mercado, segundo o grupo. O impulso maior veio mesmo das cervejas premium, que cresceram acima de 10%, ou low-teens, como definem as empresas. Desde 2018 os volumes das marcas premium e super premium da companhia têm crescido, em média, 30% ao ano.

Divulgados na última quarta-feira, 25, os números da Heineken mostravam que o terceiro trimestre da Ambev deveria ser mais duro. Ao contrário da concorrente, o volume cresceu "um dígito alto" (entre 8% e 9%), com os portfólios premium (com Heineken) e mainstream (da Amstel) avançando mid-teens (algo entre 13% e 15%) e forties (na casa de 40%), respectivamente.

A Ambev, porém, conseguiu ficar mais rentável, uma demanda que vinha do mercado e uma tecla em que a dministração tem batido ao longo deste ano. Se os anos anteriores foram de ganho acelerado de volumes, em 2023, a recuperação de margens é o foco.

Ainda na divisão de cerveja Brasil, seu principal negócio, a receita por hectolitro (cada hectolitro corresponde a 100 litros) ficou 6,8% maior, enquanto o custo/hectolitro (excluindo a venda de produtos de marketplace não Ambev) caiu 1,9%. A redução de custos veio por ventos favoráveis no câmbio e nos preços das commodities, como cevada e alumínio, menor inflaçção geral e ganhaos de eficiência na produção, segundo a Ambev. As despesas administrativas e de vendas e distribuição (em especial pelo diesel mais barato) caíram 4,4%.

Com isso, a divisão viu seu Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) aumentar 35,8%, para R$ 3,20 bilhões, com a margem saltando 7,4 pontos percentuais, para 33,5%. Na operação de bebidas não alcoólicas, o volume cresceu 2,8%, com ganhao de 1,5% de Ebitda, para R$ 454,9 milhões.

Correspondente a mais de 50% das vendas da Ambev, o Brasil ainda tem sustentado números finais mais fortes para o grupo. No total, o volume caiu 2%, com apenas a América Central e o Caribe registrando alta (+13,6%), depois de o ano anterior ter sido mais desafiador para a região. Na América Latina e no Canadá, os volumes ainda cederam 9,4% e 13,1%.

A receita da Ambev caiu 1,3%, para R$ 20,32 bilhões, enquanto o lucro líquido avançou 25,8% para R$ 3,91 bilhões, apoiado pela melhora do lucro operacional20,5% maior e por uma melhora de 33% no resultado financeiro. (Raquel Brandão)

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 
 
 
Pazzi Povo FM
 
Jair Onofre - Alvorada Sertaneja
 
Tinga - material eletrico
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2024

2023

2022

 
 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia