Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

Deve ser proibido o uso de celular nas escolas?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 25.11.2023 05:00h
Feira de Santana

Prefeitura apresenta cinco propostas que compõem a Carteira de Projetos 2035

 

A exploração do potencial turístico do Morro de São José e do Lago Pedra do Cavalo; a expansão do Aeroporto João Durval Carneiro; a gestão inovadora do sistema educacional; a construção da nova Central de Abastecimento; e a mudança do Terminal Rodoviário de Feira de Santana. Esses são os cinco projetos estruturadores que compõem a Carteira de Projetos 2035, apresentados pelo prefeito Colbert Martins Filho nesta quinta-feira (23) em solenidade no auditório do SESI. (Foto ilustração)

A iniciativa é resultado de convênio entre a Prefeitura e a Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), autarquia do Governo Federal, e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Os trabalhos foram coordenados por um consórcio formado pelas empresas Tese e CONCREMAT. Dentre as autoridades presentes, o secretário de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, Wilson Falcão; a secretária da Mulher, Gerusa Sampaio; o economista e membro da equipe do consórcio Concremat-Tese, Fernando Fleury; o coordenador local de projetos do PNUD, Leonel Leal; o superintendente da SUDENE Danilo Cabral, entre outros.

O prefeito Colbert Filho observou que os projetos visam o desenvolvimento do município até 2030, quando Feira comemorará 200 anos de emancipação política. "A SUDENE desenvolve projetos para o Nordeste. Iniciamos as discussões em 2018, mas a pandemia em 2020 interrompeu o processo. Retomamos as discussões no final de 2021, com a presença do Banco do Nordeste para investimentos do FNE (Fundo Constitucional do Nordeste), focando em infraestrutura, aeroporto, pequenos e grandes negócios. Queremos transformar as propostas em projetos para o futuro", afirmou.

O economista Fernando Fleury, do consórcio Concremat-Tese, explicou que o objetivo do projeto é identificar ações que o município pode realizar para transformar o futuro a curto, médio e longo prazo. "Nosso objetivo foi a identificação das melhores alternativas de investimentos públicos em ações, com o propósito de construir um caminho virtuoso para o futuro de Feira de Santana. A partir deste ponto, a prefeitura tomará uma série de medidas, algumas em conjunto com a Câmara de Vereadores, incluindo ações autônomas e outras que dependem da interlocução com instâncias externas, como o Estado da Bahia, no caso do aeroporto", ressaltou.

O secretário Wilson Falcão destacou o ecossistema de inovação, incluindo o centro integrado logístico, educação inovadora e o novo terminal rodoviário. "Estamos buscando implementar com agilidade o centro integrado logístico, uma abordagem inovadora na educação, além do centro de abastecimento, que representa um desafio considerável para nós. Além disso, buscamos rapidamente a concretização da rodoviária nova e a construção do anel de contorno, tudo isso contribuindo para a transformação da nova Feira de Santana", pontuou.

Danilo Cabral, superintendente da SUDENE, enfatizou o papel institucional de reduzir desigualdades regionais e a parceria para investir R$ 1,7 milhões de reais em projetos escolhidos por meio de diálogo técnico e político. "A parceria que estamos desenvolvendo em Feira de Santana visa alcançar esse objetivo. A partir de um investimento de 1,7 milhões de reais, provenientes do governo federal por meio da SUDENE, estamos canalizando recursos para o município com o intuito de implementar uma série de projetos. Esta etapa está sendo concluída em colaboração com o PNUD e a prefeitura, envolvendo projetos selecionados após um diálogo técnico e político que identificou 10 iniciativas em diversas áreas, todas apontando claramente para o futuro".

Leonel Leal, coordenador local de projetos para o estado da Bahia do PNUD, explicou o apoio na identificação de prioridades e na elaboração de uma carteira de projetos estruturantes, priorizando a repercussão na sociedade. (Secom) 

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 
 
 
Pazzi Povo FM
 
Jair Onofre - Alvorada Sertaneja
 
Tinga - material eletrico
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2024

2023

2022

 
 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia