Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

Deve ser proibido o uso de celular nas escolas?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 12.02.2024 05:40h
Norte da Bahia

Rodelas e Chorrochó são os municípios com mais casos de Dengue no Norte da Bahia

 

O coordenador Regional de Saúde Pedro Alcântara de Souza (foto ilustração) em contato com o site, informou que a macrorregião norte notificou 54 casos de dengue.

Os municípios de Rodelas e Chorrochó tiveram o maior número de casos. “Não temos nenhum município em epidemia, porém devemos manter todas as ações preventivas para evitar ocorrência de casos” pontuou Pedro Alcântara.

O Aedes aegypti é o mosquito transmissor da dengue, Chikungunya e zika.

Em média, cada mosquito vive em torno de 30 dias e a fêmea chega a colocar entre 150 e 200 ovos. Se forem postos por uma fêmea contaminada pelo vírus da dengue, ao completarem seu ciclo evolutivo, transmitirão a doença.

Os ovos ao entrar em contato com a água eclodem em pouco menos de 30 minutos. A larva passa por quatro fases até dar origem a um novo mosquito no período que varia entre sete e nove dias.

O Aedes aegypti põe seus ovos em recipientes como latas e garrafas vazias, pneus, calhas, caixas d’água descobertas, pratos sob vasos de plantas ou qualquer outro objeto que possa armazenar água da chuva. O mosquito pode procurar ainda criadouro naturais, como bromélias, bambus e buracos em árvores.

Ações simples podem acabar com os focos do mosquito Aedes. Precisamos de todos nessa luta. Faça a sua parte!

1 – Mantenha bem tampados: caixas, tonéis e barris de água.

2 – Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira sempre bem fechada.

3 – Não jogue lixo em terrenos baldios.

4 – Se for guardar garrafas de vidro ou plástico, mantenha-as sempre com a boca para baixo.

5 – Não deixe a água da chuva acumular sobre a laje e calhas entupidas.

6 – Encha os pratinhos ou vasos de planta com areia até a borda.

7 – Limpe as calhas com frequência, evitando que galhos e folhas possam impedir a passagem da água.

8 – Lave com frequência, com água e sabão, os recipientes utilizados para guardar água, pelo menos uma vez por semana.

9 – Os vasos de plantas aquáticas devem ser lavados com água e sabão, toda semana. É importante trocar a água desses vasos com frequência.

10- Piscinas e fontes decorativas devem ser sempre limpas e cloradas.

11- Sempre que possível evite o cultivo de plantas como bromélias ou outras que acumulem água em suas partes externas.

Qualquer sintoma deve procurar a Unidade de Saúde mais próxima de sua casa. (redegn)

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 
 
 
Pazzi Povo FM
 
Jair Onofre - Alvorada Sertaneja
 
Tinga - material eletrico
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2024

2023

2022

 
 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia