Bahia na Política por Jair Onofre
 
 

 
 
 

Você é a favor da reforma da Previdência proposta pelo governo Michel Temer?



Parcial
 
 

Entrevista: Vereador Reinaldo Miranda

“As Câmaras precisam estar mais perto da comunidade”

Vereador de terceiro mandato em Feira de Santana, Reinaldo Miranda (PHS), conhecido também como Ronny, é presidente pela segunda vez da Câmara Municipal de Feira de Santana, com mandato até 2018. Em uma manhã de sexta-feira (10), a base de um café expresso, nos concedeu essa entrevista, onde fala da Câmara Municipal, de sua relação com os colegas e com o prefeito José Ronaldo, e seu projeto para 2018 de ser candidato a deputado federal. Ronny, nasceu em Salvador, é católico, está com 41 anos, e tem a fé como superstição. O seu sonho é ver o crescimento de Feira de Santana como tem visto junto com seus filhos. Ronny afirma que não possui um adversário sequer e que seu melhor amigo é o seu pai.

Jair Onofre - Vereador Ronny, qual a sua votação em cada uma das três eleições? Ronny - Olha, no primeiro mandato foram 3.879, no segundo 7.297, e no terceiro 8.213 votos. Jair Onofre: Começou o período legislativo. Como o senhor vai lidar com mais da metade de vereadores novos, quando nada de uma legislatura para outra. Como será a sua relação com os seus colegas?

Ronny: Primeiro, nós temos uma relação muito boa com todos os colegas vereadores que Deus permitiu a nossa eleição com a deles. Os novos vereadores são pessoas que já têm uma convivência, uma certa experiência na vida pública, não tendo o mandato adquirido agora, mas que já vivenciam a vida pública há muitos anos, seguindo políticos e lideranças políticas, e evidentemente, a gente terá uma grande facilidade por já ter um grau de amizade e de relacionamento com essas pessoas.

Leia Mais


 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
]

 
Enviado por Jair Onofre - 20.04.2017 12:32h
Lava Jato

Neto sobre Wagner: "Qual moral ele tem? Ele é acusado de corrupção"

 
Prefeito de Salvador ACM Neto (DEM)

Prefeito de Salvador ACM Neto (DEM)

Alvo de um pedido de investigação por suspeita de receber caixa 2 da Odebrecht, o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), subiu o tom, nesta quinta-feira (20), ao reafirmar a sua inocência nos crimes investigados pela Operação Lava Jato.

Em entrevista após o 1° Workshop Salvador Cidade Resiliente, na Casa do Comércio, na Avenida Tancredo Neves, o gestor soteropolitano atacou diretamente o ex-governador e atual secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner (PT), para quem o inquérito atrapalha os planos futuros do democrata, que estuda a possibilidade de disputar o Palácio de Ondina em 2018.

“Qual a moral que ele tem? Ele é acusado de corrupção. Eu não. Não tenho nada a ver com corrupção nem com a Lava Jato. Certo? O PT, sim, tem a ver com corrupção e com Lava Jato. Eles é que sabem tratar desse assunto”, afirmou.
Neto se irritou ainda ao comentar a tese de alguns aliados do governo, como o deputado federal Jorge Solla (PT), de que ele perdeu o discurso de “ética” após ser citado em delações de executivos e ex-executivos da empreiteira.

“Ele procurou saber de Rui Costa, do Jaques Wagner alguma coisa? Não. Não me meça pela régua deles. O PT é o partido mais corrupto do Brasil e não pode querer generalizar isso. Estou absolutamente tranquilo. Não sou acusado de corrupção. Não tenho nada a ver com Lava Jato e não me misturo, nem com Jorge Solla, nem com os partidários dele”, disse. (Bahia.ba)

 
Comente Ler Comentário (1)
 
 

Comentários:

 
JN escreveu:
muito bem neto! esse bandidos do erário ñ tenho moral de falar de ninguém.
 
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 
 
 
 
Facebook
 
 
BAN CAF CULTURA
 
REVISTAS DIFEL
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2017

2016

2015

 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia