Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

Lula preso, você acredita que ele é inocente?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 09.02.2018 17:22h
"Mui amigo"

Em vídeo, Renan Calheiros critica Temer e reforma da Previdência

 

Em um vídeo divulgado em suas redes sociais, nesta sexta-feira (9), o senador Renan Calheiros (MDB-AL - foto) criticou a reforma da Previdência e não poupou ofensas ao correligionário, o presidente Michel Temer.

“Essa propaganda é maravilhosa. São dois Joões: o João 1 é do setor público e o João 2 do setor privado. O João 1 trabalha pouco, se aposenta cedo e ganha muito. O João 2 quer a reforma da Previdência porque ela tira privilégios do João 1”, diz sobre o material de divulgação do governo sobre a reforma.

"Queria sugerir os marqueteiros do governo que mantivessem a campanha, que é boa, mas trocassem os personagens. Ao invés de dois Joões colocassem dois Micheis. O Michel privado, cidadão e o Michel presidente. O Michel cidadão, que se aposentou aos 55 anos de idade, ganhando inicialmente R$ 48 mil de aposentadoria e hoje ganha R$ 68 mil e acha que fez por merecer. Inclusive, deixou de atualizar suas informações para fazê-lo depois de votar a reforma no congresso. E o Michel presidente, que é sabido, quer a reforma e que os outros contribuam até os 75 anos. Esse é o problema dessa reforma das aposentadorias. O Michel presidente fala coisas, mas não faz as coisas que fala", criticou.

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 


União Médica

 
 
 
 
Facebook
 
 
 
 
BAN CAF CULTURA
 
Festa de Ipuau
 
Cavalgada de Antonio Cardoso
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2018

2017

2016

 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia