Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

Você já tem seu candidato para presidência da República?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 16.04.2018 11:27h
Trabalham sem contrato

Cirurgiões pediatras encerram atendimento pelo SUS na Bahia

 

Boa parte das cirurgias pediátricas realizadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) estarão suspensas no estado a partir deste sábado (14). O Núcleo de Cirurgiões Pediátricos da Bahia decidiu encerrar as atividades devido à discordância com a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) na assinatura do contrato emergencial de 180 dias para prestação do serviço em cirurgias pediátricas e neonatais. "A Sesab não nos garantiu o modelo discutido e nós decidimos não prosseguir com o trabalho para evitar precarização do serviço", afirmou o cirurgião pediátrico e diretor do núcleo, Alexinaldo Silva. Desde julho de 2016, os médicos responsáveis pelas cirurgias neonatal e infantil trabalham sem contrato e são remunerados através de indenização. (Foto ilustração)

Durante esse período, a Sesab e NCP tentaram negociar, mediados pelo Ministério Público da Bahia, um modelo contratual que equilibrasse a contenção de verbas do governo e a prestação de atendimento de saúde à população (relembre). Após o encerramento das atividades, o atendimento cirúrgico pediátrico do estado ficará em responsabilidade dos Hospitais do Subúrbio em Salvador e da Criança, em Feira de Santana.

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 


União Médica

 
 
 
 
Facebook
 
 
 
BAN CAF CULTURA
 
Livro do jornalista Jnio Rego
 
Look Pessquisas
 
Radialista Dimiclei
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2018

2017

2016

 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia