Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

Você já escolheu seu candidato para presidente da República?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 16.04.2018 12:02h
R$ 300 mil

Juízes do RN se concedem licença-prêmio retroativa a 1996

 

Uma resolução, assinada por 13 desembargadores do Rio Grande do Norte, permite que os juízes do estado recebam uma autêntica "loteria", na forma der "licença-prêmio" retroativa a 1996. Pior: os "atrasados" podem ser embolsados de uma só vez. (Foto ilustração)

Para um juiz que exerce o trabalho há 22 anos, o valor embolsado pode chegar a cerca de R$ 300 mil, de acordo com os cálculos iniciais. O auxílio permite ainda que a cada cinco anos de trabalho, o magistrado tenha três meses de descanso remunerado.

Mesmo com a crise financeira a qual enfrenta o estado, os juízes resolveram se conceder a regalia, que se entende aos familiares de magistrados que faleceram, além dos juízes já aposentados.

O presidente da Associação dos Magistrados do estado, Herval Sampaio, afirma que o pagamento é "legal" e que depende da disponibilidade financeira do tribunal. Sampaio apontou ainda que o pagamento pode ser parcelado, dependendo do número de pedidos.

Além da licença-prêmio, os magistrados do Rio Grande do Norte recebem um auxílio-moradia de R$ 4,3 mil; auxílio-saúde de R$ 500; e auxílio-alimentação de R$ 400. (DP)

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 


União Médica

 
 
 
 
Facebook
 
 
 
BAN CAF CULTURA
 
Livro do jornalista Jnio Rego
 
Look Pessquisas
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2018

2017

2016

 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia