Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

Você acredita que as eleições de outubro vão resolver os problemas do Brasil?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 10.08.2018 10:40h
Mercado Financeiro

Banco Central proíbe Itaú de controlar XP, mas autoriza compra

 

O Itaú Unibanco informou nesta sexta-feira (10) que recebeu autorização do Banco Central para compra de participação na XP, mas com restrições. Por meio de um acordo assinado com o BC, o maior banco privado do país se comprometeu a não assumir o controle da empresa de investimentos nos próximos oito anos. (Foto ilustração).

A autorização ocorre após exigências feitas em abril pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Em 31 de agosto, o Itaú irá consumar a aquisição R$ 5,7 bilhões em ações da XP Holding, valor correspondente a à fatia de 49,9% (ou 30,1% do capital votante) da empresa, além de aportar R$ 600 milhões. Os valores estão sujeitos a ajustes desde 11 de maio de 2017, quando foi anunciada a negociação, até a efetiva liquidação financeira. Os vendedores das ações são XP Controle Participações S.A, G.A. Brasil IV Fundo de Investimento em Participações e Dyna III Fundo de Investimento em Participações.

O acordo admite a possibilidade de novas aquisições em 2022, com as quais a participação do Itaú pode chegar a até 62,4% do capital da XP Holding, ou 40% das ações ordinárias, que dão direito a voto. Porém, para isso, será necessário um novo processo de autorização junto ao Banco Central. (veja).

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 


União Médica

 
 
 
 
Facebook
 
 
 
BAN CAF CULTURA
 
Livro do jornalista Jnio Rego
 
Look Pessquisas
 
OAB
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2018

2017

2016

 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia