Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

O presidente Jair Bolsonaro deve deixar o PSL, partido que foi eleito?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 29.09.2018 08:30h
Eleições 2018

Alas do PSDB divergem sobre apoio no 2º turno

 

Cada vez mais desacreditado de uma possível vitória de Geraldo Alckmin nas eleições 2018, alas do PSDB divergem entre si sobre apoio a candidatos no segundo turno. Tucanos temem, inclusive, um grande racha: enquanto líderes da sigla consideram a aproximação com Bolsonaro um “equívoco”, grupo conservador considera apoio ao candidato do PSL. (Foto ilustração: ACM Neto e Alckmin).

“Vou ser leal ao Geraldo até o último dia, mas, se ele não for para o segundo turno, sou anti-PT e vou encaminhar na bancada o apoio ao Bolsonaro”, disse o deputado Nilson Leitão (MT), líder do PSDB na Câmara, ao Estadão.

Nas redes sociais já existe um grupo de militantes que desafia a conduta dos líderes do PSDB, ainda contrários ao estreitamento da relação com o militar. Com o nome “Sou tucano e voto Bolsonaro”, o grupo no Facebook já conta com cerca de 7 mil integrantes.

“O Geraldo fez gestos à esquerda e se aproximou do MST e do MTST. Ele não é um candidato viável. Nunca foi. Por isso, meu voto é para o Bolsonaro”, disse Caíque Mafra, criador e administrador do grupo, filiado ao PSDB. Ele já chegou a tentar a direção da juventude do partido em 2017.

O sociólogo Fernando Guimarães, membro do diretório nacional do PSDB e coordenador da ala tucana Esquerda Para Valer (EPV), disse que a posição é resultado de um erro do próprio partido, na falta de critério na “filiação pela internet”. Guimarães pede a expulsão de Mafra da legenda:

“Se algum tucano se posicionar pró-Bolsonaro, não tem outro caminho a não ser a expulsão”, disse o líder da corrente, ligada ao senador José Serra (SP) e ao ex-senador José Aníbal.

Já o tesoureiro do PSDB, o deputado Sílvio Torres (SP), que é um dos coordenadores da campanha, os números adjacentes nas pesquisas podem indicar uma reviravolta. Para ele, a estratégia de atacar Bolsonaro nos últimos tempos tem surtido efeito.

“É preciso olhar os outros números da campanha. A alta rejeição do Bolsonaro, os 28% que podem mudar de voto e as mulheres. Esses são fatores que podem virar a eleição de cabeça para baixo”, avaliou.

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 


 
 
 
 
Facebook
 
 
 
BAN CAF CULTURA
 
Livro do jornalista Jnio Rego
 
Pazzi Povo FM
 
Iau - cavalgada
 
LADO A LADO COM VOC
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2019

2018

2017

 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia