Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

Você aprova o ministério do presidente eleito Jair Bolsonaro?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 11.10.2018 10:00h
Futuro governo

Grupo de deputados articula candidatura de Rodrigo Maia à presidência da Câmara

 

Alguns parlamentares já tentam articular a candidatura de Rodrigo Maia (DEM-RJ - foto) para voltar ao comando da Câmara dos Deputados em 2019.

De acordo com a colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, o grupo composto por deputados de esquerda quer evitar que, num eventual governo de Jair Bolsonaro (PSL-RJ), a Casa caia em mãos do grupo do capitão reformado.

O objetivo é claro: juntar partidos como o PDT e o PC do B, além de setores do centrão e do PSDB. E tentar também a adesão do PT, caso a legenda saia derrotada da campanha.

Ainda segundo a publicação, há uma crença de que o economista Paulo Guedes, que deve ocupar o Ministério da Fazenda em um eventual governo de Bolsonaro, preferiria Maia a qualquer outro bolsonarista, pela experiência e capacidade de articular a aprovação de pautas liberais na Câmara.

Segundo a colunista, o grupo mais próximo de Bolsonaro vai tentar ganhar o comando do parlamento, caso vença a eleição. O deputado pernambucano e presidente licenciado do PSL, Luciano Bivar, já reivindica o cargo para o partido —talvez para ele mesmo. Outro nome no cardápio é o do deputado Marcelo Alvaro Antonio, o mais votado de Minas Gerais, com 230 mil sufrágios.

Eduardo Bolsonaro, filho do candidato e reeleito deputado por SP, também é cotado. Mas integrantes do PSL acham que seria inconveniente colocar o próprio filho do presidente no cargo. (bahia.ba).

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 


União Médica

 
 
 
 
Facebook
 
 
 
BAN CAF CULTURA
 
Livro do jornalista Jnio Rego
 
Cmara Municipal
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2018

2017

2016

 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia