Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

Você acha que Sérgio Moro deve aceitar ser ministro de Bolsonaro?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 08.11.2018 09:40h
R$ 1,6958 por litro

Petrobras anuncia 4ª redução seguida na semana no preço da gasolina nas refinarias

 

A Petrobras reduzirá o preço médio da gasolina nas refinarias em 0,73% a partir desta sexta-feira (9). Com a alteração, o valor médio do combustível cairá de R$ 1,7082 para R$ 1,6958 por litro, o menor valor desde 11 de abril (R$ 1,6833). (Foto ilustração).

Trata-se do 4º corte seguido na semana. Na véspera, a estatal já tinha anunciado uma redução de 0,48%.

O repasse dos reajustes da Petrobras aos consumidores, entretanto, depende de distribuidores, revendedores, impostos, além da mistura obrigatória de etanol anidro na composição da gasolina vendida nos postos.

No acumulado em novembro, a gasolina já caiu 9% nas refinarias. Em 30 dias, o corte já chega a 22,5%, mas o ajuste ainda não é sentido pelos motoristas nos postos de combustível do país.

Os donos de postos afirmam a significativa diferença entre o preço cobrado nas refinarias e nas bombas se deve aos custos de custos de distribuição, impostos elevados e margem de lucro dos postos. (Fonte: Web/Petrobras).

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 


União Médica

 
 
 
 
Facebook
 
 
 
BAN CAF CULTURA
 
Livro do jornalista Jnio Rego
 
Radialista Dimiclei
 
Cmara Municipal
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2018

2017

2016

 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia