Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

Você acha que as mensagens divulgadas no site The Intercept Brasil sobre Sergio Moura são verdadeiras?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 28.12.2018 17:10h
Coincidências políticas

Bolsonaro é o 2º presidente eleito durante o mandato de deputado federal

 

Jair Bolsonaro é o segundo político eleito presidente da República durante o exercício do mandato de deputado federal. O primeiro foi Jânio Quadros, que era deputado federal pelo Paraná quando se elegeu presidente em 1960. (Foto ilustração: Jânio Quadros e Jair Bolsonaro, que se elegeram presidente, durante o exercício parlamentar).

Cinco políticos viraram presidentes enquanto exerciam mandato de senador: Prudente de Morais, eleito em 1894; Epitácio Pessoa, em 1919; Washington Luís, em 1926; Getúlio Vargas, em 1950; e Fernando Henrique Cardoso, em 1994.

"Quem tem uma experiência no Legislativo leva muita vantagem: conhece o processo legislativo, sabe como funcionam as negociações – que são a razão de ser da própria democracia representativa. Isso facilitará seu governo”, afirma o professor de História da Universidade de Brasília (UnB) Antônio Barbosa.

Segundo o professor, ao longo da história vários presidentes não compreenderam a importância do Poder Legislativo e, por isso, não conseguiram atuar bem com o Congresso.

“Jânio Quadros dizia que era impossível governar com aquele Congresso, tentou dar um golpe e acabou renunciando”, relembra Barbosa, acrescentando que João Goulart também perdeu as condições de governabilidade quando o maior partido com assento no Congresso retirou-lhe o apoio.

“Depois do regime militar, tivemos dois casos emblemáticos: Fernando Collor de Mello, que também perdeu o apoio do Congresso por absoluta incapacidade de negociar, e Dilma Rousseff, que foi perdendo o apoio e culminou com seu afastamento", analisou Barbosa.

Experiência parlamentar

Entre outros ex-presidentes que tiveram experiência parlamentar estão Juscelino Kubitschek e João Goulart, que já tinham passado pela Câmara. E Luiz Inácio Lula da Silva, que foi deputado constituinte.

José Sarney e Itamar Franco eram senadores quando concorreram à vice-presidência da República. Após a morte de Tancredo Neves e o impeachment de Fernando Collor, ambos viraram presidentes. Já Michel Temer foi deputado federal e assumiu a Presidência da República após o impeachment de Dilma. (Agência Câmara).

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 


 
 
 
 
Facebook
 
 
 
BAN CAF CULTURA
 
Livro do jornalista Jnio Rego
 
Pazzi Povo FM
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2019

2018

2017

 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia