Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

Você acredita que Jair Bolsonaro irá aprovar a reforma da Previdência?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 10.01.2019 16:30h
Presidência da Câmara

PSB não quer apoiar Maia, mas vai discutir a questão com PDT e PCdoB, diz presidente do partido

 

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, disse nesta quinta-feira (10) que o partido não quer apoiar a candidatura de Rodrigo Maia (DEM-RJ) para a Presidência da Câmara. Ainda de acordo com Siqueira, o PSB vai discutir a questão com PDT e PCdoB antes de se posicionar oficialmente. (Foto ilustração: Siqueira e Maia).

PSB, PDT e PCdoB articulam a criação de um bloco de oposição ao governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Por isso, o PSB quer tomar a decisão sobre apoio à Presidência da Câmara junto com as outras duas siglas.

Parte da bancada pessebista se reuniu em Brasília nesta quinta para discutir a sucessão do comando da Câmara e, segundo Siqueira, a maioria é favorável a não apoiar Maia, atual presidente da Casa. Ele disse que o fator principal para essa postura do PSB foi a adesão do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, à candidatura do deputado do DEM.

“Houve a adesão, que ele [Maia] aceitou, do PSL, sem que ele tivesse discutido com nenhum dos seus apoiadores, e isso inviabiliza completamente o nosso apoio a ele”, afirmou Siqueira.

De acordo com o presidente do PSB, as conversas com PDT e PC do B devem ocorrer até a próxima segunda-feira (14).

“Ficou evidente, pela amplíssima maioria, a preferência dos nossos deputados pela formação de um bloco que se opõe à candidatura do Rodrigo Maia. No entanto, ela [a reunião] não teve caráter deliberativo porque nós formamos um bloco de esquerda com PCdoB e PDT, e ficou decidido também que nós vamos procurar os líderes e os presidentes desses partidos até segunda-feira para que possamos discutir essa preferência do PSB", disse Siqueira. (G1/Brasília).

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 


União Médica

 
 
 
 
Facebook
 
 
 
BAN CAF CULTURA
 
Livro do jornalista Jnio Rego
 
CARLITO DO PEIXE
 
FABIANO DA VAN
 
PASTOR ANTNIO LIMA
 
LUCIANO SOARES
 
SINART
 
DEIBSON CAVALCANTI
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2019

2018

2017

 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia