Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

Você acha que os filhos de Jair Bolsonaro atrapalha o governo ?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 12.01.2019 10:30h
Abuso de Poder

Primeiro suplente de deputado federal tem diplomação suspensa

 

O médico João Antônio Holanda Caldas (Pros - foto ilustração) teve a sua diplomação de primeiro suplente de deputado federal suspensa pela Justiça Eleitoral. A decisão do desembargador Jatahy Júnior foi publicada nesta quarta-feira (9), no Diário Oficial.

João Antônio Holanda Caldas foi denunciado pela prática de abuso de poder, por meio de interferência religiosa. A denúncia foi formulada por Antônio Roberval França Barbosa dos Santos.

Segundo ele, o médico teria promovido inúmeros cultos e atividades religiosas de grande proporção, com imensa quantidade de fiéis, o que ficou caracterizado como abuso de poder religioso durante campanha eleitoral.

O autor da representação ressaltou que o primeiro suplente foi intitulado, nas eleições, de “candidato do Bispo França e do Apóstolo Valdemiro”. Ele também afirmou que a participação da Igreja Mundial do Poder de Deus foi decisiva no resultado.

A decisão de suspender a diplomação de João Antônio Holanda Caldas tem caráter liminar e cabe recurso. O desembargador Jatahy Júnior ofereceu prazo de 3 dias. (Processo nº 0603879-89.2018.6.05.0000)..

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 


União Médica

 
 
 
 
Facebook
 
 
 
BAN CAF CULTURA
 
Livro do jornalista Jnio Rego
 
Pazzi Povo FM
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2019

2018

2017

 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia