Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

O Brasil deve receber ajuda internacional para o combate a incêndio na região amazônica?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 25.02.2019 08:40h
Grupo de Lima (Peru)

Mike Pompeo indica que mais sanções podem ser impostas à Venezuela

 

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo (foto ilustração), indicou que o governo Donald Trump considera todas as opções para conter o avanço da crise na Venezuela. A reação de Pompeo ocorre depois dos registros de violência nas fronteiras com o Brasil e a Colômbia.

Para ele, mais sanções devem ser impostas contra o governo do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro. "Haverá uma reunião do Grupo Lima [nesta] segunda-feira [25], onde outras ações serão contempladas. Há mais sanções a serem adotadas", disse.

O vice-presidente Mike Pence participa, em Bogotá, na Colômbia, da reunião com o Grupo de Lima – formado por 14 países, incluindo o Brasil, que será representado pelo vice-presidente Hamilton Mourão e o chanceler Ernesto Araújo.

Pompeo afirmou que a ajuda humanitária será mantida, apesar das dificuldades devido às ações do governo Maduro. "Encontraremos outras maneiras de garantir que a comida chegue às pessoas que precisam", acrescentou.

De acordo com comunicado divulgado pela Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (Usaid), os Estados Unidos(EUA) transportaram cerca de 191 toneladas de suprimentos de emergência para a cidade fronteiriça colombiana de Cúcuta.

Paralelamente, os Estados Unidos começaram a pré-posicionar 178 toneladas de suprimentos adquiridos em Boa Vista, perto da fronteira do Brasil com a Venezuela, informou o Departamento de Estado há dois dias.

Em resposta, Maduro anunciou o rompimento de laços diplomáticos e políticos com os Estados Unidos. Por determinação do governo, diplomatas, funcionários diplomáticos e consulares norte-americanos deixaram a Venezuela. (Com informações da Xinhua, agência pública de notícias da China/AB).

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 


 
 
 
 
Facebook
 
 
 
BAN CAF CULTURA
 
Livro do jornalista Jnio Rego
 
Pazzi Povo FM
 
Iau - cavalgada
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2019

2018

2017

 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia