Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

Você acha que as mensagens divulgadas no site The Intercept Brasil sobre Sergio Moura são verdadeiras?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 15.05.2019 07:48h
Bahia

TCM multa prefeito de Camaçari por irregularidade em contratação

 
Foto Reprodução

O Tribunal de Contas dos Municípios, nesta terça-feira (14/05), julgou procedente denúncia formulada contra o prefeito de Camaçari, Antônio Elinaldo Araújo da Silva, em razão de irregularidades na contratação da empresa Vértice Consultoria e Gestão Ltda. – ME, através de termo de inexigibilidade, para a prestação de serviços de consultoria técnica nas áreas de gestão pública, no valor global de R$360.000,00. O relator do parecer, conselheiro Francisco de Souza Andrade Netto, multou o gestor em R$1 mil.

A denúncia aponta que não teriam sido preenchidos os requisitos necessários à contratação direta, quais sejam, inviabilidade de competição, singularidade do objeto e notória especialização.

Em sua defesa, o gestor inicialmente alegou a inexistência de contrato entre o Município de Camaçari e a empresa Vértice Consultoria e Gestão Ltda. – ME, além da realização de distrato contratual, ausência de prestação de serviços e ausência de pagamentos. Ele alegou ainda que o contrato seguiu todos os princípios exigidos em lei. Além disso, a contratação da referida empresa teria sido objeto de rescisão amigável, publicada no Diário Oficial, em razão da ausência de orçamento para suprir os custos do contrato, sem que tenha se verificado qualquer prestação de serviço ou correlato pagamento. Cabe recurso da decisão. (TCM/ Foto Reprodução)

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 


 
 
 
 
Facebook
 
 
 
BAN CAF CULTURA
 
Livro do jornalista Jnio Rego
 
Pazzi Povo FM
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2019

2018

2017

 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia