Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

Você acredita que a democracia está ameaçada no Brasil?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 05.08.2019 13:30h
Mapa da violência

18 dos 20 municípios mais violentos do Brasil estão no Nordeste e Norte

 

Uma pesquisa realizada com 310 municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes em 2017 mostra que as cidades mais violentas estão localizadas no Norte e no Nordeste do país. De acordo com o Atlas da Violência, divulgado nesta segunda-feira (05/8) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), 18 dos 20 municípios mais violentos estão localizados nas regiões citadas acima. (Foto ilustração)
 

Maracanaú, no Ceará, é município mais violento do Brasil. Foram registrados pelo levantamento 145,7 homicídios para cada 100 mil habitantes. Em segundo lugar está Altamira, no Pará, cidade onde 62 presos foram mortos no massacre do Centro de Recuperação Regional. Altamira é um dos quatro municípios do Pará, que integram a lista dos 20 mais violentos.

Segundo o estudo, o crescimento das mortes nas regiões Norte e Nordeste foi influenciado pela guerra do narcotráfico, a rota do fluxo das drogas e o mercado ilícito de madeira e mogno nas zonas rurais.

A pesquisa também mostra que o estado de São Paulo tem 14 das 20 cidades menos violentas. A cidade mais pacífica do Brasil, de acordo com o Atlas da Violência é Jaú (SP), que tem uma taxa de 2,7 homicídios para cada 100 mil habitantes. Indaiatuba e Valinhos, também situadas em São Paulo, ocupam o segundo e o terceiro lugar na lista,

Centro-Oeste

Na região Centro-Oeste, o estado com a maior taxa de mortes violentas foi o Goiás, com 43,9, seguido por Mato Grosso (34,3), Mato Grosso do Sul (25,7). O Distrito Federal ficou em quarto lugar, com 20,5. Brasília, no entanto, é uma das capitais menos violentas.

A capital do país só perde para Campo Grande (MS) e São Paulo (SP). A lista das capitais mais violentas segue o mesmo padrão da lista dos municípios e mostra que as metrópoles também estão localizadas nas regiões Norte e Nordeste. Fortaleza (CE), Rio Branco (AC) e Belém (PA) integram as três primeiras posições do ranking. (correiobraziliense) 

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Pazzi Povo FM
 
Jair Onofre - Alvorada Sertaneja
 
Tinga - material eletrico
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2022

2021

2020

 
 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia