Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

Você acredita que haverá segundo turno para presidente no Brasil em 2022?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 26.08.2019 11:24h
Incêndios na floresta Amazônica

Hora da ação? Brasil inicia combate ao fogo na Amazônia

 

Depois de ser bombardeado com críticas por parte da comunidade internacional, o governo deve inicia a partir de hoje ações mais concretas para combater os inúmeros focos de incêndio que queimam a floresta amazônica há mais de duas semanas. (Foto ilustração)

Um dos compromissos de Jair Bolsonaro deverá ser um encontro com os governadores da Amazônia legal, que pediram, em carta endereçada ao presidente, uma reunião de emergência para tratar sobre o assunto. A reunião deve acontecer na terça-feira.

O ministro da Justiça, Sergio Moro, deve publicar hoje uma portaria autorizando o uso da Força Nacional de Segurança, com 1.200 homens, para ajudar a combater o fogo. Além deles, cerca de 400 dos 44.000 militares já lotados na Amazônia iniciaram ontem ações de combate a incêndio, atenção à população e repressão a crimes ambientais.

Bombeiros estão sendo deslocados para engrossar os trabalhos. O governo também deve apurar denúncias de que sindicalistas e produtores rurais combinaram um “dia do fogo” no Pará. O Planalto informou ainda que vai liberar 28 milhões de reais, verba que estava contingenciada, para bancar as atividade extraordinárias.

A coordenação das operações deve ficar a cargo do Centro de Operações Conjuntas do Ministério da Defesa, instalado no sábado em Brasília. Ontem, Bolsonaro se reuniu por mais de duas horas com o filho, Eduardo, e com o chanceler Ernesto Araújo. Depois, anunciou que aceitou apoio de Israel, que ofereceu um avião especializado no combate a incêndios. (exame)

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 


 
 
 
 
Facebook
 
 
 
 
 
Pazzi Povo FM
 
Jair Onofre - Alvorada Sertaneja
 
Tinga - material eletrico
 
Magno Felzemburg - Consumidor
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2022

2021

2020

 
 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia