Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

O presidente Jair Bolsonaro deve deixar o PSL, partido que foi eleito?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 08.11.2019 09:55h
Assembleia Legislativa

Projeto obriga empresas a prestarem conta quanto a contratação de portadores de deficiência

 
Foto Divulgação/AgênciaALBA

Projeto de lei apresentado pelo deputado Marcelino Galo (PT) obriga as empresas contratadas pelo Estado a demonstrarem o cumprimento da legislação federal acerca da inclusão de aprendizes e pessoas com deficiência. De acordo com a proposta, no ato da contratação, nas prestações de contas ou sempre que solicitado, as empresas deverão informar o cumprimento do art. 93 da Lei Federal nº 8.213, que estabelece a obrigatoriedade de preenchimento no quadro de funcionários com beneficiários reabilitados ou com pessoas com deficiência e o cumprimento dos artigos 429, 430 e 431 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), que determinam a contratação de aprendizes.
 

O projeto prevê ainda que, no decorrer da vigência do contrato, a administração pública estadual deverá fiscalizar se a empresa contratada mantém de forma permanente no seu quadro de funcionários pessoas com esse perfil. Além disso, após a promulgação desta Lei, todos os editais de licitação deverão trazer cláusulas prevendo a obrigatoriedade de contratação de aprendizes e pessoas com deficiência.
 

Para Marcelino Galo, a medida é uma iniciativa relevante que possibilitará a promoção da responsabilidade social de empresas e a inserção de jovens que terão a oportunidade de seu primeiro emprego, além da inclusão de pessoas com deficiência que tanto sofrem com a exclusão do mercado de trabalho. “A admissão de mais jovens no mercado do trabalho possibilitará o seu afastamento da violência e do mundo do crime, formando novos profissionais com o incentivo estatal, razão pela qual submetemos a presente iniciativa para a apreciação dos demais deputados desta Casa Legislativa”, concluiu ele, ao justificar a proposta.  (AL-BA/ Foto Divulgação/AgênciaALBA) 

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 


 
 
 
 
Facebook
 
 
 
BAN CAF CULTURA
 
Livro do jornalista Jnio Rego
 
Pazzi Povo FM
 
LADO A LADO COM VOC
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2019

2018

2017

 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia