Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

Você acredita que haverá segundo turno para presidente no Brasil em 2022?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 23.11.2019 08:00h
Preso na Operação Patrón

TRF-2 nega liberdade para ex-presidente do Paraguai

 

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) negou pedido de habeas corpus do ex-presidente do Paraguai Horacio Manuel Cartes Jara (foto ilustração), que teve prisão preventiva decretada na terça-feira (19), pela Justiça Federal do Rio de Janeiro. A decisão, em caráter liminar, foi do juiz federal Gustavo Arruda Macedo. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (22) pela assessoria do TRF-2.

O magistrado também negou pedidos de liminar apresentados por Myra de Oliveira Athayde, namorada do doleiro Dario Messer, Cecy Mendes Gonçalves da Mota, Arleir Francisco Bellieny e Roland Pascal Gerbauld.

As ordens de prisão foram expedidas no inquérito da Operação Patrón, desdobramento da Lava Jato que apura esquema de corrupção e lavagem de dinheiro envolvendo Messer, que também teve prisão preventiva determinada pela primeira instância.

O juiz entendeu que não houve, por parte do juízo de primeiro grau, “manifesta ilegalidade ou abuso na decisão acatada”. Ele levou em conta também que o esquema criminoso manteve, por tempo significativo, Messer em liberdade, bem como escondeu valores que não foram recuperados pela Justiça brasileira. (AB)

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 


 
 
 
 
Facebook
 
 
 
 
 
Pazzi Povo FM
 
Jair Onofre - Alvorada Sertaneja
 
Tinga - material eletrico
 
Magno Felzemburg - Consumidor
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2022

2021

2020

 
 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia