Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

Você acredita que haverá segundo turno para presidente no Brasil em 2022?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 27.11.2019 08:16h
Câmara Municipal de Salvador

Projeto garante imaterialidade da profissão de baiana de acarajé

 
Foto Reprodução

Celebrado com festa, o dia 25 de novembro é uma data muito importante para diversas mulheres que levam o sustento para casa através da venda de acarajé. As baianas e o quitute mais famoso da Bahia já foram reconhecidas como patrimônio cultural do Brasil pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

Na perspectiva de fortalecer a cultura, a economia e promover ainda mais visibilidade para a categoria, o vereador Sílvio Humberto (PSB) solicitou através do Projeto de Lei 534/2017 que o ofício das baianas de acarajé se torne Patrimônio Imaterial, Cultural e Histórico da Cidade de Salvador. O projeto já passou por todas as comissões na Câmara Municipal e segue aguardando trâmite para votação em plenário.

Para o vereador Sílvio Humberto essa é mais uma forma de manter viva a memória e tradição africana. “É a preservação da memória e tradição dos bolinhos de fogo (na África, é chamado de àkàrà que significa bola de fogo) que tem sustentado milhares de famílias negras, principalmente, em Salvador, cidade que vive envolta em permanente círculo vicioso da pobreza que atinge em cheio as mulheres negras”, disse. Ele completa que saudar as baianas de acarajé em seu dia, “é reconhecimento, é tradição, é resistência, é vida, é felicidade guerreira”, finalizou. A expectativa é que o projeto seja votado ainda esse ano. (CMS/ Foto Reprodução)

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 


 
 
 
 
Facebook
 
 
 
 
 
Pazzi Povo FM
 
Jair Onofre - Alvorada Sertaneja
 
Tinga - material eletrico
 
Magno Felzemburg - Consumidor
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2022

2021

2020

 
 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia