Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

Você acredita que haverá segundo turno para presidente no Brasil em 2022?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 31.03.2020 15:00h
Coronavírus

Cloroquina é liberada no tratamento nos EUA, mas polêmica continua

 

Diante do aumento expressivo dos casos de Covid-19 nos Estados Unidos, que registram mais de 140 mil casos e quase 2,5 mil mortos, a Food and Drug Administration (FDA) aprovou emergencialmente e de forma limitada o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina. A medida vai ao encontro do desejo do presidente Donald Trump, que, na semana passada, disse que esses medicamentos, originalmente desenvolvidos para malária e doenças reumáticas, poderiam ser um “presente de Deus” contra a pandemia. Por outro lado, contraria as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do principal infectologista norte-americano, Antonio Fauci, um dos diretores dos Institutos Nacionais de Saúde dos EUA.

De acordo com um documento divulgado, na noite de sábado, pelo Departamento de Saúde e Serviços Humanos da agência, o FDA pode liberar medicamentos não aprovados em resposta a “ameaças químicas, biológicas, radiológicas e nucleares”. A autorização de uso restringe-se a pacientes internados, que não tenham acesso aos testes clínicos da substância. Nos EUA, ambas as drogas são objeto de pesquisas com humanos para verificar sua eficácia e a segurança em pacientes com Covid-19.

A polêmica em torno da cloroquina e da hidroxicloroquina já dura algumas semanas, desde que Trump anunciou a liberação das drogas e foi desmentido por Fauci. O cientista esclareceu que a FDA daria prioridade aos estudos das substâncias, mas que, na ocasião, elas não estavam liberadas para outros usos senão de pacientes com malária e doenças reumáticas. (CB/Paloma Oliveto/foto: AFP / Alberto PIZZOLI))
 

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 


 
 
 
 
Facebook
 
 
 
 
 
Pazzi Povo FM
 
Jair Onofre - Alvorada Sertaneja
 
Tinga - material eletrico
 
Magno Felzemburg - Consumidor
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2022

2021

2020

 
 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia