Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

O prefeito da sua cidade está investindo corretamente os recursos para o combate ao COVID -19



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 01.08.2020 10:00h
Distrito Federal

DF tem a maior taxa do país de trabalhadores em home office: 28,5%

 

Com uma população de 3,05 milhões de habitantes, o Distrito Federal tem 28,5% dos profissionais em trabalho remoto. Não por acaso, Brasília ganhou o título de capital do home office, afirma o pesquisador Marcel Balassiano, do Instituto Brasileiro de Economia, da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV). O principal motivo é o alto nível de escolaridade da população: 20,8% dos moradores têm nível superior completo, taxa bem maior do que a nacional, de 14,5%, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). (Foto ilustração)

A alta remuneração também tem forte influência nesse cenário de trabalho remoto. Em 2018, de acordo com a Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan), o salário médio na capital era de 5,5 salários mínimos. A proporção de pessoas ocupadas em relação à população total era de 45,5%.

A grande dúvida é o que vai acontecer a curto prazo, destaca Balassiano. “Cerca de 60% da população do país vai sair mais pobre da pandemia”, lembrou o pesquisador. E Brasília, apesar dos mais abastados, tem também altos índices de desigualdade. Em 2018, o cientista político Lúcio Rennó, então presidente da Codeplan, já avisava que o DF registrava desigualdade maior do que o resto do país e da região Centro-Oeste. O Índice de Gini — medida de desigualdade que varia de 0 (o ideal) a 1 (pior grau) — era de 0,602, em comparação a 0,549 no país e a 0,536 no centro-Oeste.

Cautela

O trabalho em casa está regulamentado pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) desde a década de 1940. “Mas nem todo teletrabalho é home office. Somente é ‘tele’ quando intermediado pela internet”, observa Eduardo Pragmácio Filho, do escritório Furtado Pragmácio Advogados. A prática tem vantagens e desvantagens, como a liberdade para produzir tarefas, mas, por outro lado, causa efeitos psicológicos desgastantes, afirmou Pragmácio. Em 2017, a reforma trabalhista dedicou vários capítulos à regulamentação do teletrabalho. (correiobraziliense)

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 


 
 
 
 
Facebook
 
 
 
BAN CAF CULTURA
 
Livro do jornalista Jnio Rego
 
Pazzi Povo FM
 
CMARA MUNICIPAL SO GONALO DOS CAMPOS
 
Jair Onofre - Alvorada Sertaneja
 
Genesio Serafim - Loja de vete
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2020

2019

2018

 
 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia