Bahia na Política por Jair Onofre
 

 
 
 

Você acredita que haverá segundo turno para presidente no Brasil em 2022?



Parcial
 
 

Entrevista: Empresário Flávio Rocha
“O Estado gasta com privilégios e falta o essencial”

Empresário bem sucedido, dono da rede de lojas Riachuelo, uma das maiores do Brasil, o pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB) esteve em Feira de Santana. Em um encontro conturbado com empresários, já que sua palestra não passou de 15 minutos, falou sobre direita e esquerda e “nós contra eles”. Antes da palestra, em entrevista coletiva à imprensa, disse que o momento é de parceria dos que produzem, geram riquezas e empregos e que pagam a conta desta gigantesca farra estatal. Ele entende que próxima eleição, que é a mais importante da história do Brasil, pelo menos no período pós-democratização, é um conflito avesso a todos esses conflitos artificiais que foram gerados e que uma pequena elite da aristocracia burocrática puxa a carruagem que está em cima. Ou seja, “os conflitos do que produzem e os que parasitam na máquina estatal”.

Leia Mais

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Enviado por Jair Onofre - 30.12.2020 11:50h
Estados Unidos da América

Enfermeiro nos EUA é infectado dias depois de ser vacinado

 

Um enfermeiro que trabalha nos serviços de emergência da cidade californiana de San Diego deu resultado positivo no teste para covid-19 poucos dias depois de ser vacinado contra a doença, informou a mídia dos EUA hoje. (Foto ilustração)

O profissional de saúde foi identificado como Matthew W., um enfermeiro de 45 anos, que recebeu a primeira dose da vacina preparada pela Pfizer-BioNTech em 18 de dezembro.

Segundo a própria vítima confessou à emissora KGTV, afiliada da rede ABC News, o único efeito colateral que sofreu após ser vacinado com a vacina foi dor no braço.

Porém, seis dias depois, após fazer um turno na unidade de emergência de seu centro de saúde com pacientes com covid-19, ele sentiu calafrios, dores musculares e fadiga. Um teste no hospital confirmou que ele era positivo para a doença.

Segundo especialistas consultados pela emissora, esse caso não é "algo inesperado", uma vez que os pacientes vacinados não desenvolvem uma proteção decisiva contra o coronavírus imediatamente após receberem o medicamento.

Ensaios clínicos com a vacina têm demonstrado que essa imunização, que chegaria a 95% dos vacinados, pode ser realizada dias após o recebimento de uma segunda dose do imunizante que, no caso da Pzifer, leva cerca de 21 dias para ser inoculada de novo.

Além disso, como o período de incubação do coronavírus pode ser de até 14 dias, também é possível que o enfermeiro tenha se infectado antes de receber a vacina no dia 18 de dezembro.

De acordo com especialistas, esses casos nada mais são do que um lembrete de que as vacinas não são um elixir de cura imediata; deter a pandemia levará tempo e que, nesse ínterim, devem ser seguidas as práticas sociais fundamentais de saúde de manter o distanciamento social, lavar as mãos com frequência e usar máscaras. (R7)

 
Comente Sem Comentários
 
 

Comentários:

 
Sem comentário para essa postagem!
 

Comente:

 

Nome:

Comentário:

 
 

 

 
 
 
 


 
 
 
 
Facebook
 
 
 
 
 
Pazzi Povo FM
 
Jair Onofre - Alvorada Sertaneja
 
Tinga - material eletrico
 
Magno Felzemburg - Consumidor
 
 
TWITTER
 
LUCY REGE
 
 

2022

2021

2020

 
 
    Bahia na Política © Todos os direitos reservados.
www.bahianapolitica.com.br E-mail: contato@bahianapolitica.com.br
RSS
by M9 Design e Tacitus Tecnologia